Quem fazia os registos paroquiais de baptismo, casamento e óbito, por vezes acrescentava pormenores trágicos ou divertidos ao simples relato do evento. Ou relacionava-o com batalhas, epidemias, fenómenos climatéricos. Ou o livro era aproveitado para descrever algum episódio marcante. Descubra aqui alguns exemplos.

18-01 (1699)

Falece o Manuel das Cantigas

Manuel solteiro chamado das Cantigas, natural do lugar do Feiro freguesia de Santiago de Beduído, e filho que foi de João Francisco, foi sepultado nesta freguesia a dezoito de Janeiro de noventa e nove; dizem que tem bens de legítima de sua mãe, de que fiz este termo dia mês era ut supra.

M3-103v |Pardilhó, Aveiro

24-01 (1832)

Menina abandonada em casa da Rita do Marinha

Rita Arcanja filha de pais incógnitos apareceu em casa da Rita do Marinha de Pardelhas da Murtosa, com duas camisas e uma vestida, embrulhada em duas faixinhas velhas de coberta branca, no dia vinte e quatro de Janeiro de mil oitocentos e trinta e dois, e foi solenemente baptizada por mim Manuel Lourenço da Cunha e Silva, cura desta igreja, no mesmo dia e ano nesta mesma igreja; foram padrinhos Domingos Antão da Fonseca e Rita Arcanja do Marinha; foram testemunhas Manuel José Pires e Matias Antão da Silva; de que mandei fazer este assento que assinei.

M26-9 |Murtosa, Aveiro

02-02 (1667)

Impedimento? Nenhum!

Aos dois dias do mês de Fevereiro de seiscentos e sessenta e sete recebi a Luzia da Cunha do lugar de Arada com Manuel Rodrigues filho de João Rodrigues e de sua mulher Joana Nunes, feitas as denunciações e mais requisitos na forma do Concílio Tridentino e Constituição do Bispado, e não saiu impedimento algum, pelo menos de idade, por passar a contraente de 70 anos; testemunhas que estiveram presentes João Dias de Arada e Vicente Ferreira do mesmo lugar, de que fiz este assento Era ut supra.

M3-88v |Avanca, Aveiro

04-02 (1642)

Tinha fazenda mas toda empenhada

Aos 4 dias do mês de Fevereiro de 642 faleceu Marcos Manuel pobre, tinha fazenda mas toda empenhada, não trouxe grão algum, eu lhe disse missa de presente por esmola.

M2-233v |Avanca, Aveiro

11-02 (1674)

Criança tem por madrinha uma escrava

Aos onze de Fevereiro de 674 anos foi baptizada Maria filha de Domingos João e sua mulher Maria da Silva, de que foi padrinho Jerónimo Pereira de Sá Coutinho e madrinha Maria sua escrava da freguesia de Santiago e por verdade fiz este era ut supra.

M2-2 |Pardilhó, Aveiro

14-02 (1834)

Morre o caldeireiro italiano

Em os catorze dias do mês de Fevereiro do presente ano de mil oitocentos e trinta e quatro faleceu em casa de Alexandre Soares deste lugar e freguesia da Mira, bispado da Mira, Reino de Portugal, e no dia seguinte foi sepultado dentro da paroquial igreja Januário (Mensator?), casado, italiano do Reino de Nápoles, mestre caldeireiro; recebeu o Sacramento da Extrema-Unção e o da Penitência sub conditione, e não o da Eucaristia por não dar lugar a moléstia, de que fiz o que assino.

O2-3v |Mira de Aire, Leiria

14-02 (1904)


Anúncios no jornal «Os Açores», ilha de São Miguel

16-02 (1876)

Idosa encontrada num lameiro

 Aos dezasseis do mês de Fevereiro do ano de mil oitocentos e setenta e seis, às seis horas da manhã, no lugar da Ilha desta freguesia da Mata Mourisca, concelho de Pombal, diocese de Coimbra, foi encontrada morta em um lameiro dentro do lugar um indvíduo do sexo feminino por nome Maria Rosada, de idade de setenta e oito anos, viúva de Manuel Gomes, natural do lugar das Estacas e moradora no lugar da Ilha, tudo desta freguesia, filha legítima de José Ferreira natural da Ilha, e Ana Rosada natural das Estacas, não fez testamento e deixou filhos. Foi sepultada no cemitério público. E para constar se lavrou este assento que assino. Era ut supra. (Assinatura)

O1876 |Mata Mourisca, Leiria

19-02 (1650)

Falece Alexandre Amador, aos 114 anos

Aos dezanove de Fevereiro de 650 faleceu Alexandre Amador de cento e catorze anos; fez testamento, deixou dez clérigos a cada ofício e suas ofertas costumadas que é de 5 anos de ofertório, deixou ao Senhor de (.?) duzentos, à Senhora do Rosário duzentos, aos Fieis de Deus duzentos, ao Santo (António?) um tostão. à Santa Luzia um tostão.

M1-49v |Pardilhó, Aveiro

27-02 (1680)

Paneleiro Alfaiate baptiza a filha

Aos vinte e sete dias do mês de Fevereiro de seiscentos e oitenta anos baptizei a Maria filha de Manuel João o paneleiro alfaiate e de sua mulher Maria Fernandes, foi padrinho Domingos Jorge seu vizinho e madrinha Maria Valente mulher de Agostinho João e filha de Domingos Dias, de que fiz este assento na verdade hoje dia, mês e era ut supra.

 [à margem: Maria filha de Manuel João Alfaiate].
M2-35 |Pardilhó, Aveiro

08-03 (1874)

Mulher morta no Gerês

No dia oito de Março do ano de mil oitocentos e setenta e quatro, andando alguns homens da freguesia de Cabril, concelho de Montalegre, em busca de cabras bravas, num dia duma caçada feita por causa das mesmas, encontraram no meio do rio Homem um indivíduo do sexo feminino morto, o qual se soube depois ser uma mulher espanhola, que poucos dias antes tinha pernoitado no lugar do Campo desta freguesia de São João Baptista em casa do sr. Alexandre Martins, em cuja casa rezou com a família, e disse algumas orações em verso à Nossa Senhora, dando por isso provas de ser cristã, mas ignorando-se o seu nome, terra natal e morada, e teria setenta anos de idade pouco mais ou menos. No dia dez do referido mês foi a referida notícia triste comunicada ao regedor desta freguesia; no dia onze foi conduzida à Igreja desta mesma freguesia e no sábado seguinte dia catorze e depois de se tirar o competente auto, foi sepultada no adro desta mesma Igreja pelas onze horas da manhã. E para constar lavrei em duplicado este assento, que assino. Era ut supra.

[à margem: Número 2.º / Dia 8 de Março de 1874 / Uma mulher / encontrada morta na Serra do Gerẽs].
O2-7v |Campo do Gerês, Braga

19-03 (1645)

Puzzle!

Aos dezanove dias de Março de 645 recebi eu o padre Gaspar Dias cura desta Igreja a André de Matos e de sua mulher Catarina João mulher que foi de Domingos Nunes filho do (cam..?) velho.

M1a-78 | Pardilhó, Aveiro

22-03 (1856)

Menino deixado na Roda

Joaquim

Entrou na Roda no dia vinte e quatro de Março de mil oitocentos e cinquenta e seis/ foi encontrado exposto na Roda desta Vila/ trazia de enxoval duas camisas, três panos, um lenço, e um bocado de baeta roxa em que vinha embrulhado/ foi baptizado pelo Reverendo Vigário de São Pedro desta Vila. E pelo Presidente da Comarca foi mandado entregar a uma ama para o criar, e fazer este assento que assinou.

[à margem: N.º 1473 / Livro 5.º a folhas 167 / Entregue à ama Rosalina de Jesus de Passarela em o 2.º dia / Completou o tempo da criação / Fonseca]
São Pedro de Gouveia, Guarda

01-04 (1853)

Vagabundo morre em estado de embriaguês

Ao primeiro dia do mês de Abril de mil oitocentos e cinquenta e três foi sepultado por ordem do Vigário Capitular do Bispado (o Dr. Andrade Mesquita) (sem ser em sagrado) cuja ordem foi passada no primeiro do dito mês: José Pinto, ferrador, vagabundo, por ter morrido no estado de embriaguês e ter dispensado há muitos anos os preceitos da Santa Igreja como consta do Reverendo Padre Cura de Minde onde ele foi habitante por muitos anos, e do Cura de Alvados onde esteve por meio tempo sem cumprir os preceitos quaresmais e sem satisfazer os preceitos de ouvir missa. Não recebeu sacramento algum por não dar sinal algum de arrependimento, achando-se morto no dia trinta e um do mês de Março. E para constar fiz este assento que assino. Era ut supra.

O2-29 |Mira de Aire, Leiria

08-04 (1702)

Falecimento no Reino de Castela

 Aos oito dias de Abril de 1702 me veio a notícia falecera António solteiro filho de Maria Vaz, legitimado de pai, o qual morreu no Reino de Castela e está sepultado no hospital de São Sebastião da cidade de (E..?), por verdade fiz este hoje dia mês era ut supra.

M3-117 |Pardilhó, Aveiro

23-04 (1818)

Multada por não avisar o padre

 Aos vinte e dois, digo, e um de Abril de mil oitocentos e dezoito morreu sem Sacramentos José Ferreira da Ilha, por descuido de sua mulher, pois adoeceu no dia dezassete do dito e teve muito tempo para me avisar, e como não me avisou a condenei a cinco tostões, e para constar fiz este era ut supra.

O4-12v |Mata Mourisaca, Leiria

28-04 (1853)

Um macaense nos Açores

  Em os vinte e oito dias do mês de Abril de mil oitocentos cinquenta e três anos, sendo de manhã nesta paroquial igreja de N.ª Sr.ª dos Remédios, freguesia das Fajãs, ilha das Flores, feitas as denunciações do Sagrado Concílio Tridentino e Constituições do Bispado sem se descobrir impedimento algum, (...) se casaram solenemente com palavras de presente in facie ecclesiae Jerónimo Lino de Freitas filho de (Vito?) de Freitas e de sua mulher (...ia?) Peromenciana já defunta natural da Sé Catedral do Santíssimo Nome de Deus da cidade de Macau onde o contraente foi baptizado, e freguês da Santíssima Trindade aonde o dito contraente foi desobrigado a quaresma próxima passada; com Isabel Filomena de Freitas (...)

C 1845-1859_26 | Fajãzinha, Ilha das Flores (Açores)

30-04 (1663)

Nem os maridos o sabem

Em o mesmo dia era ut supra baptizei a Maria filha de Miguel Dias e de sua mulher fulana, não lhe pus sobrenome porque nem os maridos o sabem, foram padrinhos António André o letrado de alcunha e a mulher de Manuel Gonçalves.

M1-28v | Pardilhó, Aveiro

13-05 (1664)

Dizia ser da Índia

Aos 13 de Maio faleceu, digo de Maio de 664 faleceu em casa de Manuel João de Cancelo um homem que dizia era da Índia o qual era preto, e ouvi-o de confissão e está enterrado no adro desta igreja.

M2- 169v | Avanca, Aveiro

29-05 (1677)

Tão pobres que nada têm para o bem de suas almas

Aos 29 de Maio de seiscentos e setenta e sete anos foi sepultado João Matias do Saltadouro, de que fiz este assento hoje era dia mês ut supra.

[à margem: era tão pobre que não tinha para se lhe fazer nada por sua alma].

Aos 10 dias do mês de Junho dei sepultura ao corpo de Maria Lopes mulher de João Matias defunto logo acima, entre os quais defuntos não houve outros nesta freguesia, não trouxeram nada de ofertas por se dizer que eram pobres, tenha-os Deus em sua glória ámen.

[à margem: não tinha nada para os bens de sua alma].
M2-88v |Pardilhó, Aveiro

10-06 (1898)

Menina faleceu na viagem de comboio

O 1895 | Murtosa, Aveiro

10-06 (1702)

Pardaleiro morre repentinamente

Aos dez dias do mês de Junho de 1702 foi sepultado Domingos André o pardaleiro desta freguesia, morreu sem sacramentos repentinamente na freguesia de Avanca vindo de jornada, abintestado; assentei com seus herdeiros fazer os ofícios de dez padres e que daria de oferta para todas as confrarias o que pudesse, de que fiz este termo hoje, dia mês era ut supra.

[notas: daria mil reis, pagou as esmolas, cobrou o juiz Filipe Rodrigues]
M3-117v | Pardilhó, Aveiro

19-06 (1700)

Engano dos barbeiros

 Domingas Valente do lugar da Pedreira faleceu da vida prezente abintestada com todos os sacramentos excepto o da Extrema-Unção por a doença enganar aos barbeiros que não imaginavam que ela morria tanto de repente, aos dezanove de Junho de mil e setecentos anos, de que fiz este assento, era dia mês e ano ut supra.

M18-53v | Avanca, Aveiro

20-06 (1848)

Soldado da Nação Espanhola morto a tiro

Aos vinte dias do mês de Junho de mil oitocentos e quarenta e oito anos faleceu da vida presente Aniceto Domingues, soldado da Nação Espanhola, e morreu de um tiro de espingarda que lhe deu José Dias Silvestre desta vila de Belver no sítio ou limite da Riacha, indo na mesma diligência que foi mandada fazer pelo regedor da paróquia, o cabo Hipólito Dias César, todos desta dita vila. Confessou-se, recebeu o Sagrado Viático e Extrema-Unção. Teria de idade vinte e cinco anos. Foi sepultado dentro do cemitério desta freguesia. Foram testemunhas Zacarias da Cunha e José da Cunha, e para constar fiz este assento que assinamos.

O2-150v |Belver, Portalegre

25-06 (1735)

Fulminadas por um raio

Maria Pereira mulher de Gabriel Fernandes da vila de Ovar faleceu da vida presente aos vinte e cinco dias do mês de Junho de mil setecentos e trinta e cinco anos de morte repentina de um raio, foi sepultada dentro do adro desta igreja e não recebeu os Sacramentos por não dar lugar, de que fiz este termo, dia mês e era ut supra. (Assinatura) O Cura Padre Manuel de Pinho e Silva.

Maria solteira serrana da vila de Ovar faleceu da vida presente aos vinte e cinco dias do mês de Junho de mil setecentos e trinta e cinco anos de morte repentina e por isso não recebeu Sacramentos, do clarão de um raio, foi sepultada dentro do adro desta freguesia, de que fiz este termo, dia mês e era ut supra.

M4a-130|Pardilhó, Aveiro

07-07 (1834)

Desconhecido afoga-se no Tejo

 Aos sete dias do mês de Julho do ano de mil oitocentos e trinta e quatro, no Rio Tejo limite desta vila se achou um homem morto afogado no dito rio, indicava ter de idade de vinte anos, estava nu sem fato algum; e por verdade fiz este assento que assino com as testemunhas, dia, mês e ano acima declarados. (Assinaturas)

O2-77v |Belver, Portalegre


Livro de Baptizados e Casados e Defuntos desta Igreja de São Cristóvão de Cabanões da Vila de Ovar, começou este ano de 1588.

Primeira folha do Livro n.º 1  da freguesia de São Cristóvão de Ovar, Aveiro

29-07 (1899)

Bebé embrulhada no jornal "O Povo"

 Aos vinte e nove dias do mês de Julho do ano de mil oitocentos e noventa e nove às dez horas da manhã junto à ponte do caminho de ferro da Ribeira de Eiras, freguesia de Nossa Senhora da Visitação da vila de Belver, concelho de Mação, diocese de Portalegre, foi encontrado morto um indivíduo do sexo feminino embrulhado num jornal de nome «O Povo» e um pedaço de chita azul com flores brancas, e segundo a opinião do médico que fez a autópsia teria cinco meses depois de sua concepção; foi sepultada junto à dita ponte. E para constar lavrei em duplicado este assento que assino. Era ut supra. (Assinatura)

O5-27v |Belver, Portalegre

18-08 (1895)

Falece ardina aos 11 anos

Aos dezoito dias do mês de Agosto do ano de mil oitocentos e noventa e cinco, às dez horas da manhã no lugar do Monte desta freguesia de Santa Maria da Murtosa, concelho de Estarreja, diocese do Porto, faleceu, não tendo recebido os sacramentos da Santa Madre Igreja, um indivíduo do sexo masculino por nome Alfredo, de onze anos de idade, solteiro, vendedor de jornais, natural da freguesia de Santos-o-Velho de onde veio doente havia de um mês para esta da Murtosa para o dito lugar dela; filho legítimo de José Manuel Carrocho, quinquilheiro, também já defunto, e de Maria Joaquina da Silva, peixeira, naturais desta freguesia; o qual foi sepultado no adro da igreja paroquial (...)    

O1895 |Murtosa, Aveiro

20-08 (1633)

Deus leva Maria, a magra

Aos vinte de Agosto levou Deus Maria, a magra, que andava pelos Fiéis de Deus. [à margem: nada].

Aos vinte e cinco faleceu Isabel sua filha de idade de quinze anos muito pobre. [à margem: nada]

Nota: «Fiéis de Deus» é o nome de uma das Confrarias de Avanca.
M2-219v |Avanca, Aveiro

31-08 (1863)

Assentos de baptismo com atraso de 20 anos

Nos competentes livros de assentos de baptismos desta freguesia de Santa Maria da Murtosa, com relação aos anos de 1841 a 1844, em que foi pároco encomendado desta freguesia o Presbítero Domingos José marques, existe uma lamentável lacuna de assentos. Dos baptismos dos mencionados anos só passou para o meu poder um pequeno maço de apontamentos ou notas, que refere o facto do baptismo, nomes do baptizado, pais, avós, padrinhos e testemunhas sem as competentes assinaturas.

Para se evitar o extravio mui fácil de tais apontamentos ou notas, algumas das quais estão tão imundas e surradas que apenas se podem ler, convem que sejam convertidas em assentos legais, lançadas em um livro, que se acha legalmente numerado e rubricado, em continuação a outros que V. Exª Rmª e Mº Provisor tem mandado lançar no mesmo livro, para os efeitos convenientes e necessários. Mas como o abaixo assinado os não pode lançar e assiná-los no livro sem autorização de V. Exª, por isso respeitosamente peço a V. Exª Rmª a necessária autorização.

B1863 |Murtosa, Aveiro

08-09 (1795)

Baptizado, porém não foi na cabeça

Aos oito dias do mês de Setembro do ano de mil setecentos noventa e cinco, baptizei debaixo de condição e sem solenidade Manuel, que nasceu no mesmo dia e tinha sido já baptizado em uma parte do corpo ainda no ventre da mãe, porém não foi na cabeça; é filho do primeiro matrimónio de José Gomes Chorão (...)

B7-98 |Gavião, Portalegre

27-09 (1749)

Missas por ausentes há mais de vinte anos

 Aos vinte e sete dias do mês de Setembro de mil setecentos quarenta e nove anos acertei com Domingos Lopes do Curval desta freguesia de Pardilhó de fazer o bem da alma de seus irmãos ausentes há mais de vinte anos Manuel e Pedro solteiros, filhos de Manuel Nunes do Saltadouro desta dita freguesia, e por serem pobres e ter(em) pequenas legítimas acertou-se fazer por cada um um ofício e pagar o ofertório do ano, de que fiz este termo dia mês ano ut supra. 

M5-223v |Pardilhó, Aveiro

30-09 (1665)

Jovens de Avanca falecidos nas guerras da Restauração. 

Em os últimos dias de Setembro de 665 faleceu nas fronteiras do Alentejo um filho de Isabel Rodrigues de Sardinha.


Faleceu nas fronteiras do Alentejo um filho de Domingos António Roçomil de idade de 17 anos.

Neste ano de 665 faleceu nas fronteiras do Alentejo um filho de Pedro de Oliveira.

M3-125v | Avanca, Aveiro

22-12 (1668)

Mulher mundana diz que o pai da criança é padre

Aos 22 de dezembro de 668 anos foi baptizado António filho de Maria Francisca dos Pinheiros, mulher mundana, de que foi padrinho Manuel Antão e madrinha Ana Manuel porteira do Concelho e por verdade fiz este dia mês era ut supra. (Assinatura) Resende.

[à margem: António. Disse ser seu pai o padre Domingos Lopes. Resende]
M1-66 |Pardilhó, Aveiro

02-10 (1651)

Incesto!

 Aos dois dias do mês de Outubro de 651 baptizei a Ângela filha de Gonçalo João do Canedo e de sua sobrinha Maria solteira; foram padrinhos Domingos João do Canedo e Maria Antónia a Castanha.

1a-29v |Pardilhó, Aveiro

05-10 (1694)

Lourenço falece no Brasil

Aos cinco dias do mês de Outubro de 1694 me veio a notícia era falecido da vida presente Lourenço solteiro filho de Domingos Fernandes desta freguesia, o qual morreu no Brasil: era legitimado da parte do pai, assentei com sua mãe fazer os ofícios de cinco padres cada um, de que fiz este termo hoje sete de Janeiro de 1695.

M2b-27v |Pardilhó, Aveiro

11-10 (1909)

Naufrágio em São Jacinto

Aos onze dias do mês de Outubro do ano de mil novecentos e nove, às duas e meia horas da tarde, no cemitério paroquial desta freguesia de Santa Maria da Murtosa, concelho de Estarreja, diocese do Porto, faleceu, digo, foi sepultado o cadáver de um indivíduo do sexo masculino por nome Manuel José Neno, de quarenta e oito anos de idade, casado com Joana Maria, pescador, natural desta freguesia e morador no dito lugar do Ribeiro (...); o qual havia perecido de asfixia por submersão na costa de São Jacinto, concelho de Aveiro, diocese de Coimbra, no dia seis do corrente mês e ano, não tendo feito testamento e deixando filhos.

O1909 |Murtosa, Aveiro

12-10 (1730)

Padre Baltazar Dias Pinto faleceu na Cidade de Todos os Santos

 Aos doze dias do mês de Outubro de mil setecentos e trinta e quatro me veio a notícia faleceu da vida presente o reverendo padre Baltazar Dias Pinto na Cidade de Todos os Santos e foi sepultado na Igreja de Nossa Senhora do Pilar da dita cidade, de que fiz este termo, dia, mês era ut supra. Veio testamento como o dito padre faleceu que deixa os seus ofícios de dezasseis padres e seis mil e quatrocentos às confrarias desta freguesia e (se ?) fez como dele consta.

M4a-126v |Pardilhó, Aveiro

14-10 (1865)

Cadáver dá à costa na Torreira

 Aos catorze dias do mês de Outubro do ano de mil oitocentos sessenta e cinco, às, digo, cinco. Na costa da Torreira pertencente a esta freguesia da Murtosa, concelho de Estarreja, distrito eclesiástico da Feira, diocese do Porto, apareceu um homem morto, cujo cadáver se sepultou no adro desta mesma freguesia. Ignora-se seu nome e de onde seja, mas dizem ser de Viseu. E para constar se lavrou em duplicado este assento. Era ut supra.

O1865 |Murtosa, Aveiro

18-10 (1700)

Em viagem para a Costa da Mina

 Aos 18 dias do mês de Outubro deste ano de 1700 me veio a notícia era falecido da vida presente Manuel solteiro enteado de António Pinto desta freguesia, o qual morreu indo embarcado para a Costa da Mina, na cidade de Cabo Verde, era legitimado da parte do pai e avós, sua mãe é sua herdeira; assentei com António Pinto seu padrasto fazer os ofícios de dez padres, e que daria de esmola para todas as confrarias mil, de que fiz este hoje 20 de dezembro (...).

M3-111 |Pardilhó, Aveiro

21-10 (1681)

Casamento de um Frei Cavaleiro da Ordem de Cristo

Aos vinte e um dias do mês de Outubro de mil seiscentos oitenta e um se receberam nesta Igreja de Santa Marinha de Avanca na forma do Sagrado Concílio Tridentino em presença do Reverendo Lopo de Andrade prior de Macinhata do Vouga, que assistiu com licença do Reverendo Francisco Guedes de Sousa a: Dona Guiomar de Andrade filha de Manuel de Sá e de sua mulher Sebastiana da Fonseca, com frei Manuel de Abreu Ribeiro, cavaleiro do hábito de Cristo, filho de António Machado de Abreu e de sua mulher Úrsula de Morais, moradores em a vila de Avelãs de Cima do Bispado de Coimbra; testemunhas Rafael Valente e Manuel Pereira e João da SIlva, de que fiz este assento. (Assinaturas).

M4-182v | Avanca, Aveiro

22-10 (1885)

Mendigo recusa Sacramentos

 Aos vinte e dois dias do mês de Outubro do ano de mil oitocentos e oitenta e cinco, às duas horas da manhã no lugar das Boiças desta freguesia da Mata Mourisca, concelho de Pombal, diocese de Coimbra, faleceu sem sacramentos os quais recusou à hora da morte, e havendo por muitos anos que se não confessava, sendo muitas vezes admoestado pelo pároco e outras pessoas, nunca quis obedecer, Manuel Eusébio, exposto de sessenta e quatro anos, solteiro, mendigo, morador no lugar das Boiças; não fez testamento e foi sepultado no cemitério dos não católicos. (...) 

O1885 |Mata Mourisca, Leiria

23-10 (1643)

Velho e pobre

 Aos 23 dias de Outubro 643 anos faleceu João da Silva velho pobre, saber-se-há se tem alguma coisa.

M2-235v |Avanca, Aveiro

24-10 (1765)

Maria filha de Vitória escrava

 Aos vinte e quatro dias do mês de Outubro de mil e setecentos e sessenta e cinco anos, em esta freguesia de Nossa Senhora da Assumpção da vila de Gavião, priorado do Crato, pus os santos óleos a Maria filha de Vitória escrava de António Martins desta vila; foi baptizada em casa por necessidade pelo padre Isidoro Álvares de Abreu desta vila, filha a sobredita de pai incógnito e avós do mesmo modo (...)

B4-149v |Gavião , Portalegre

29-10 (1651)

Não fez testamento por não ter de quê

 Aos 29 de Outubro era ut supra faleceu Afonso de Almeida, era casado, não fez testamento por não ter de quê.

[à margem: 2.º ofício que se lhe fez pelo amor de Deus]
M2-251v |Avanca. Portugal

24-11 (1704)

Galega baixa e de cara cheia

 Aos 24 de Novembro de 1704 se deu sepultura a Andresa, moça solteira que dizia ser, e natural da vila de Corcubión, reino da Galiza , que parecia ter de idade trinta anos, baixa de corpo, e grossa, a cara cheia, e parda, dentes pequenos algum tom de pretos, a sobrancelha preta; foi confessada, comungada, não recebeu a extrema-unção por não haver aviso, foi sepultada no adro desta freguesia de São Pedro de Pardilhó (...)

M3-122 |Pardilhó, Aveiro

06-12 (1668)

Não tinha com que se embrulhar

  Aos seis dias de Dezembro de 668 anos se deu à sepultura Afonso Lopes; seus genros Manuel Amador e Pedro Nunes (?) os seus bens, não havia na hora da morte com que se embrulhar, seu irmão André Lopes lhe deu o lençol e fez um ofício de 8 padres pelo amor de Deus, isto passa na verdade dia mês era ut supra.

M1-84v | Pardilhó, Aveiro

18-12 (1711)

Exéquias com 100 padres

Inocência de Pinho de Resende tia do muito Reverendo Reitor desta igreja, faleceu da vida presente com todos os sacramentos a dezoito de Dezembro de mil setecentos e onze, de que fiz este assento era ut supra. (Assinatura).

[à margem: presente, mês e ano de cem padres cada um].
O18-114v | Avanca, Aveiro

24-12 (1745)

Funeral de pedinte com todos os padres da freguesia

José Gonçalves morador e natural disse ser da freguesia de Peva Joãoque fica perto da praça de Almeida quatro léguas, foi confessado e recebeu o Santíssimo Sacramento e Extrema-Unção; faleceu da vida presente aos vinte e quatro dias de Dezembro de mil setecentos quarenta e cinco anos, andava o dito homem pedindo esmola pelas portas, foi sepultado dentro desta dita, digo, foi sepultado no adro desta dita igreja. Era o dito homem de idade pouco mais ou menos de sessenta anos o que parecia e de altura bastante corpuda, de que fiz este termo dia mês era ut supra. (Assinatura) O Cura Manuel de Pinho e Silva.

[à margem: foi acompanhado  de todos os clérigos desta freguesia pelo amor de Deus].
M5-202v |Pardilhó, Aveiro


Testamentos

Nos séculos XVII e XVIII era frequente transcrever-se para o assento de óbito a última vontade do defunto, quer ela tivesse sido expressa verbalmente ao pároco ou diante de testemunhas, ou tivesse previamente sido oficializada no tabelião. Estes testamentos completam a informação fornecida pelos registos vitais, e ajudam-nos a compreender a época e o ambiente social e familiar em que os nossos antepassados viviam.

Aprecie o detalhe de alguns desses documentos, veja como se acautelava a vida no Além, como se organizavam as exéquias, que bens eram deixados a familiares e amigos, quem herdava terras, dinheiro, mobiliário, roupa e utensílios, e em paga de quê.


1654  Isabel Jorge mulher que ficou de Miguel João

1681  Cego, artista e viajado

1697  Um pinhal, uma espingarda e um capote

1720  Como ordenou sua avó

1786  Um padre abastado

 
Make a Free Website with Yola.